Monday, April 23, 2007

Mais um comunista francês se metendo na nossa vida

Céus, por que será que brasileiro gosta tanto de comunista francês? Aliás, por que será que esses comunas detestam tanto a classe média? A gente vê algum deles falando mal dos ricos? Não, só da classe média. Vejam as pérolas que o "educador" Jean Hérbard soltou:

Foi um erro dos anos 50 repartir o mundo entre duas escolas, a particular e a pública. Porque o que faz a democracia num país é a possibilidade de todas as crianças estarem aprendendo na mesma escola. O lugar onde se partilha uma cultura comum é absolutamente essencial numa democracia.
Não se pode deixar a classe média confiscar a cultura somente para ela. Senão vamos para um mundo em que cada um estará fechado em seu condomínio, com cerca elétrica.

O resumo das idéias do cara é o seguinte: ele acha que a classe média deveria tirar os filhos da escola particular e botar na pública. Para favorecer a convivência, sabe?
Conheço pessoas "duras" que adorariam fazer isso, pois se matam de trabalhar para pagar a escola dos filhos. Uma amiga está desempregada e todo o fundo de reserva dela é para pagar a escola das filhas, uma outra se mata em mil bicos pelo mesmo motivo. E sabe por que senhor educador francês? Porque a escola pública no Brasil é um lixo. E, graças ao governo do apedeuta, vai piorar ainda mais. Para quem não se lembra ele adora bater no peito, tal qual orangotango, para dizer que nunca leu na vida. Aliás, já disse que acredito ser ele um analfabeto funcional. Se é que não é analfabeto mesmo, e esconderam isso da gente. Nossa escola pública não ensina nada a ninguém. Salários aviltantes, escolas caindo, tudo errado! Como ele pode esperar que as pessoas troquem a escola particular por isso? A verdade, o que sabemos com certeza, é que todos nós gostariamos de ter saúde, educação e segurança de graça, popr conta dos impostos abusivos que pagamos. E não temos. Nós, a classe média que estes comunas detestam tanto, nós, que sustentamos este elefante branco, não temos nenhuma contrapartida do estado (só escrevo com minúscula enquanto essa gente estiver no poder), que só faz nos atacar e jogar contra a classe pobre. Por que isso? O que nós fizemos além de pagar imposto para sustentar bolsa família, luz na favela etc?
Será que isso é um plano secreto da França para destruir o Brasil? Sugerir que todas as crianças sejam expostas à bisonha educação pública?
E os ricos, o que ele sugere? Irem para a Suiça? Ou os amigos ricos ficam fora dessa?
E que estória é essa de que a classe média confisca a cultura para si? De onde ele tirou esta noção? Olha, não sei não, mas o discurso desse francês parece o daqueles caras do PSTU.

Caramba, não tenho a menor paciência com esses socialistas de araque!

Oriane

2 comments:

PATRICIA M. said...

Oriane, a Franca ja deixou de ser referencia ha tempos, estao na lama e na estagnacao e dificilmente vao sair de la. Alias, torco para que Sarkozy ganhe e eles parem de exportar esses conceitos-porcaria para o esquerdismo terceiro-mundista, que na verdade eh louquinho ainda para ter um apartamento em Paris... Igual ao Chiquinho Buarque.

Jessica said...

Talvez você não tenha entendido a mensagem. Fala-se em escola unitária para que TODA a sociedade valorize a ESCOLA enquanto INSTITUIÇÃO do ESTADO, e não de governos.