Sunday, July 08, 2007

Decifrando os mistérios de uma retórica ditatorial.


"Órgãos da imprensa local de países pobres e pessoas sãs interessadas no esporte começam a se perguntar por quê (sic) seus talentos desportivos lhes são roubados depois de tantos investimentos e sacrifícios para formá-los." - Diário Granma, órgão "oficial, único, sozinho e exclusivo", do governo cubano.

Ok! Mãos à obra! Vamos por partes, à Jack, o estripador - com crase mesmo:

1 - Pergunte-se: quais órgãos da imprensa, quais países "pobres"? Nomes! Nomes! Trata-se do uso de informação incompleta, "genérica", para impressionar o interlocutor. Esse recurso permite afirmações em cima do nada.

2 - Só se roubam pertences alheios, certo? O talento roubado é, afinal, de quem? Dos indivíduos ou do Estado? As pessoas "talentosas", nessas condições, não se pertencem?

3 - Os investimentos feitos "para formar" os talentos saíram de Marte ou de Vênus? O dinheiro empregado nesse projeto esportivo é de que origem? Não será do bolso dos próprios cidadãos candidatos a atletas "talentosos"?

4 - Os alegados "sacrifícios" são porque a abstração chamada "estado" malhou suou, nadou, correu e saltou enquanto os atletas, sentadinhos no banco, observavam o hercúleo esforço?

5- Pessoas "insanas" podem, sim, se interessar por esportes: todos os atletas cubanos que concordam em ser escravos de Fidel são um tanto insanos, e nem por isso deixam de ser eventualmente ótimos esportistas, ora! Ao mais, destacando-se nos esportes, eles têm uma porta aberta, sem tubarões à vista, para escapar da ilha, o que, convenhamos, é um ótimo incentivo para ganhar uma medalha de ouro!

Imagem: a famosa Escrava Isaura, na capa do livro de Bernardo Guimarães, esforçando-se para levar a medalha de ouro a seu dono, apesar do peso da corrente, hehehehe...
Este blog propõe a adoção da trilha sonora da novela sobre a escrava mais famosa do planeta como o novo hino de Cuba! Alguém nos arranja a melô em MP3?

Marx, o Groucho

1 comment:

PATRICIA M. said...

Ile ile, ile ile ileeeeeeeeee

Trabalha escravo, schlept schlept schlept.

O unico dono de gente hoje no mundo eh Fidel Castro. Cade o tal pessoalzinho dos direitos humanos reclamando da escravidao dos cubanos?