Saturday, June 02, 2007

Mateus, primeiro os meus!

Ótima esta carta enviada ao site do MSM, a propósito de um artigo de Nivaldo Cordeiro. O autor vem ao encontro da nossa idéia-mãe, a de que a esquerdopatia da América Latrina, no fundo no fundo - e põe fundo nisso! -, é representada por um bando de cleptocratas. Sem dúvida, a base dessa análise, mais uma vez, é a Psicologia: acima do delírio coletivo, predomina, ainda, o delírio pessoal. É ASSIM, não tem jeito, e é essa a nossa sorte! Mirem-se no chavão dos chavões (sem trocadilho infame...): MATEUS, primeiro OS MEUS!
Vamos ao texto:

"A conferência dos Democratas: Esquerda é populista sim.
(enviada em 01/06/2007)
Amigos, se me permitem gostaria de tecer algumas palavras acerca do artigo do ótimo José Nivaldo, intitulado "A Conferência dos Democratas".
Devo confessar que tenho me afastado ultimamente dessa interpretação do PT e demais organizações integrantes do FSP como sendo a revolução comunista em curso na América Latina. De fato, o exame das atas e documentos extraídos das reuniões do Foro, que este MSM tão bem e patrioticamente disponibiliza para o seu público leitor, conduz realmente, em um primeiro momento, a uma conclusão alarmante, de um perigo iminente a rondar o nosso país. Eu também participei por um tempo desse entendimento, no sentido da orquestração comunista, em torno do FSP, para a construção de uma espécie de união de repúblicas socialistas na América Latina. Mas, vejam bem, se continuarmos a refletir e a observar o cenário político do país, o teatro de operações da política nacional e sul-americana, se tivermos em conta o que foi e o que é o PT, sob o ponto de vista da sua história, e se atentarmos para os movimentos dos principais atores dessa ópera bufa, o srs. Lula da Silva, Hugo Chavez, Evo Morales, Rafael Correa, Fidel Castro, Daniel Ortega, Lopes Obrador, Farc, Piqueteros argentinos do sr. Kirchner, partidecos de extrema esquerda América Latina afora, enfim, toda essa escória esquerdista e suas correias de transmissão, notaremos que, para além dos compromissos calorosamente firmados por essa gentinha de baixa extração em inúmeros documentos e atas oficiais, na realidade eles estão mesmo é naquela do cada um por si, cada um com seu projetinho pessoal de poder, arrastando uma legião de espertalhões que sonham, acima de tudo, com as benesses da vida à sombra dos "gobiernos".
Mas, pensem bem: será que uma besta quadrada feito esse Apedeuta tem condições de liderar movimento revolucionário em algum lugar? Será que um troglodita semiletrado feito esse Chávez tem algum perfil de revolucionário comunista? Será que esse índio de araque do Evo Morales entende alguma coisa de marxismo, além dos chavões conhecidos por qualquer integrante de grêmio estudantil? Será que algum dos narcotraficantes dessa Farc já ouviu falar de Gramsci? Será que esses chupins do MST desejam alguma coisa além da mamação do dinheiro público que já lhes é concedido à larga? Penso que não. Lembro-me de certa feita haver escutado o Olavo de Carvalho, no seu True Outspeek, referindo-se à consideração que os comunistas do Leste Europeu nutriam pelo velho pecebão. Disse o professor algo mais-ou-menos assim: "os comunistas europeus achavam os caras do PCB uns palhaços, incapazes de conduzir uma revolução". E isso em referência ao PCB que, mal ou bem, era um partido de quadros, com o concurso de inúmeros intelectuais. O que é o PT? Uma maçaroca de psicopatias insanas, uma feijoada ideológica que, embora juntando teóricos uspianos, antigos militantes comunistas, a esquerda herética da Igreja Católica, sempre foi e continua sendo dominada pela corja egressa do movimento sindical, que era a turma que sempre bancou as porra-louquices dos teóricos e militantes, e que, de uma forma ou de outra, sempre mandou no partido. Esse gente sempre desejou o poder pelo poder. Querem é se dar bem. Querem é mamar nas tetas do Estado. São - como disse o Reinaldo Azevedo, a Nova Classe Social dos burgueses do capital alheio. Essa gente é incapaz de revolucionar galinheiro sem galo, porque são primitivos, toscos, boçais, ignorantes, incompetentes, todos eles, do Lula ao mais réles pelego de sindicato interiorano. Chávez? Morales? Ora, apesar dos urros, das ameaças, das bravatas, dos atos de autoritarismo, não passam de fenômenos locais, possíveis somente no ambiente de seus países atrasados, e utilizam o discurso de esquerda porque é o verniz teórico disponível no momento para cobrir o seu velho caudilhismo latino com uma camada de justicialismo social, o que atrai o apoio dos ressentidos de esquerda e seus aparelhos respectivos. Por isso, discordo do Nivaldo. São todos populistas sim. E apesar de tudo o que consta dos documentos do FSP, a prática indica que, como tudo na esquerda, são palavras ao vento, e o que vale de verdade são os interesses locais de cada grupo ou tiranete, ou candidato a tiranete. Na realidade o que nos falta é uma luta cultural em larga escala. Já escrevi lá no site do Reinaldo que, tivéssemos nós mais uns 10 Reinaldos, Olavos e Mainardis, essa tropa esquerdista já teria sido posta pra correr há muito tempo, e esse Lula da Silva não teria chegado à presidência nem a porrete. E também nos falta uma representação política que assuma e brigue pelos ideais conservadores e liberais, como faz o Partido Republicano mos EUA. É isso.
Estou com comunistas soviéticos: os socialistas de salão do Brasil não passam de 'palhaços'.
Um abraço."

Imagem: os três espertalhões...

Max, o Groucho

1 comment:

PATRICIA M. said...

Marx, vou copiar essa carta no meu blog, ok? Inte!