Sunday, December 02, 2007

Pavlov, infantilismo e TV pública: ligações perigosas...


A percepção que nos invade após termos visto, uma vez mais, uma encenação de debate cultural na televisão, é a de que algumas pessoas, ainda vagamente conscientes de que há algo de podre no reino de Banânia, tentam esboçar um gesto de legítima defesa da própria sanidade, acenando com uma tímida, pálida afirmação do que, no fundo de suas almas, sabem ser o discurso correto a defender. Entretanto, o que vem à tona de sua expressão é tão suave, tão frágil, tão verbalmente capenga - sobretudo do ponto de vista da argumentação lógica - que a impressão que nos fica é a de um bando de colegiais balbuciantes e ansiosos, oscilando entre a necessidade de pôr a boca no trombone e o medo de fazê-lo diante da concretíssima possibilidade de um severo puxão de orelha das "autoridades escolares", que podem estar representadas, pura e simplesmente, pelos colegas de turma, os onipresentes líderes negativos.
Essa é a questão: a sociedade brasileira, hoje em estado de estupor, parou naquela fase infanto-juvenil em que meninos tímidos, vagamente cientes de que têm de fazer "alguma coisa" em relação ao seu papel na vida comunitária, não ousam tirar a bola que emprestaram aos mais desaforados e caras-de-pau, decerto aqueles que a tomaram para jogar um jogo sempre em seus próprios termos - com a bola alheia, é claro...

A esquerdopatia tornou-se um clichê de tal monta, criou uma atmosfera tão comum em todas as esferas da sociedade - principalmente nos meios de comunicação -, que qualquer reação visando a contrariá-la frontalmente tornou-se uma gafe social, uma pisada de bola, uma falta de educação, uma demonstração de incultura, ou, na pior das hipóteses, uma tentativa de suicídio, posto que certas verdades são realmente intragáveis para os delicados estômagos da esquerda, nada tolerantes quando têm de digerir algumas "inconveniências".
Em suma, criou-se um padrão pavloviano de estímulo-resposta, que impede as pessoas de dizer o que lhes passa pela cabeça sem salivar de medo. Se isso não é uma síndrome completa de estado ditatorial, minha mãe era uma jaca!
E não se iludam: quem faz o servicinho sujo de eliminar os futuros dissidentes do regime que está-se instalando por aqui são os descerebrados que obedecem cegamente às ordens do pensamento único, o mesmo que impede que se leve a uma emissora de TV, pública ou não, alguém que possa falar ÀS CLARAS e sem papas na língua sobre os malefícios, a ignorância, o atraso e a opressão totalitária que se escondem sob determinadas narrativas cinematográficas que, volta e meia, são objeto de debates promovidos com o único propósito de passar a idéia de que "nestepaiz" existe o contraditório e o desejo REAL de se conhecer honestamente alguma coisa além da babaquice esquerdopata de praxe.
Quem quiser que acredite nisso, vendo e aplaudindo os programas da nova TV "pública", o mais puro exercício de democracia desde a antiga Grécia!

Imagem: o famoso cão de Pavlov, preparando-se para um debate na TV pública!

Marx, o Groucho

4 comments:

william said...

Marx, é difícil comentar seus posts: você sempre diz tudo! Só me resta reconhecer que eu fico calado, na sala de aula, porque também sou um adolescente com medo da reprovação geral!

Ricardo Rayol said...

Os caras nem precisaram detonar uma tv como na chavezlandia. fico imaginando aqui que programas irão lançar para cooptar telespectadores da Globo, Record e SBT.

CresceNet said...

Oi, achei seu blog pelo google está bem interessante gostei desse post. Gostaria de falar sobre o CresceNet. O CresceNet é um provedor de internet discada que remunera seus usuários pelo tempo conectado. Exatamente isso que você leu, estão pagando para você conectar. O provedor paga 20 centavos por hora de conexão discada com ligação local para mais de 2100 cidades do Brasil. O CresceNet tem um acelerador de conexão, que deixa sua conexão até 10 vezes mais rápida. Quem utiliza banda larga pode lucrar também, basta se cadastrar no CresceNet e quando for dormir conectar por discada, é possível pagar a ADSL só com o dinheiro da discada. Nos horários de minuto único o gasto com telefone é mínimo e a remuneração do CresceNet generosa. Se você quiser linkar o Cresce.Net(www.provedorcrescenet.com) no seu blog eu ficaria agradecido, até mais e sucesso. If is possible add the CresceNet(www.provedorcrescenet.com) in your blogroll, I thank. Good bye friend.

Frodo Balseiro said...

Caro Marx
Fique tranquilo. Os caras da TV MOLLUSCO são ruins demais!
Eles são bons de aparelhamento, mas não de serviço!
Quando tem que produzir algo realmente bom, dançam.
A não ser que saia uma lei criando "cotas" para a TV Pública, obrigando que cada cidadão deixe a TV ligada no "canal vermelho" 2 horas por dia por exemplo.
Se não for na marra, não tem jeito, não saem do "traço" de audiência!