Sunday, May 24, 2009



Me orgulho, como boa editora que sou, de ler todo livro sempre até o fim. Nesta cruzada heróica já li todo o tipo de lixo. Só para dar uma ilustrada: li a série “Deixados para trás” uma série de onze livros escritos por dois fanáticos evangélicos americanos chamados Tim LaHaye e Jerry B. Jenkins. Já li, por força da profissão ( sou paga para isso) todo o tipo de porcaria, mas acabo por citar os evangélicos acima porque o paralelo com o lixo que estou lendo agora é irresistível. Estou tentando, a duras penas, terminar a série Crepúsculo da Stepheny Meyer. Um verdadeiro horror, sem trocadilhos infames. Ela, também uma fanática religiosa, membro da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias – o nome já diz tudo – escreve um livro chato, careta, repetitivo e, acima de tudo, de um moralismo que beira a pieguice. E essa coisa é sucesso absoluto, Bestseller!! Longe de mim reclamar deste gênero: sou uma leitora apaixonada de Harry Potter, mas o livro da dona apocalíptica é de matar. Gente, eu sou guerreira, já li de tudo, não reclamo de nada, mas transformar aqueles vampiros emo e aquela garota retardada em sucesso editorial pode ser sinônimo de grande competência do editor, mas sem dúvida alguma apavora pensar que tipo de leitor transforma esta coisa em sucesso.
Bizarro.

2 comments:

osvjor said...

hehehe, são as adolescentes que adoram esse negócio. mas, olha, fizeram um filme legal baseado no livro.

mortosk8 said...

Parabens pelo post, ele expressa a nossa realidade atual, e nos tras como consequencia a ansia pela fome do "Saber", um saber bem direcionado e ñ simplesmente um saber condizente com coisas vis.